parallax background

Conheça a FATEJ/FADISA

A Faculdade de Tecnologia Jardim - FATEJ tem como mantenedora o A.B. Instituto Internacional de Ciências Sociais Ltda. criado em 2004 pela Profª. Doutora Arleide Braga, que iniciou o instituto com o ensino do processo administrativo previdenciário a operadores do direito. Desde 1999 lecionava sobre a prática jurídica previdenciária na região do ABCDMR, que posteriormente firmou CONVENIO com a universidade GAMA FILHO, para a oferta de Cursos de Pós-Graduação-Lato Sensu na área jurídica na matéria de Direito Previdenciário e Direito do Trabalho.

A trajetória da FATEJ/FADISA já conta com mais de uma década e tem como pilar principal a transformação do homem através da EDUCAÇÃO e da disseminação do saber. Desde então, a FATEJ/FADISA vem colaborando com carreiras de sucesso e firmando convênios nacionais e internacionais, através do qual também oferece cursos de pós-graduação Lato Sensu. Com cursos autorizados e reconhecidos pelo MEC, a FATEJ/FADISA proporciona a seus alunos a oportunidade de se graduarem em Cursos Superiores de curta duração em nível tecnológico (2 anos) e bacharelado (3 a 5 anos), além de possuir cursos na modalidade EaD – Educação a Distância. Os cursos Tecnológicos são cursos de qualificações rápidas que permitem a ascensão profissional, mas também oferta cursos de Bacharelados – Direito e Teologia.

A FATEJ/FADISA tem cumprido sua missão educacional no Grande ABCDMR e tornou-se um expoente na Educação Superior sem abrir mão de um Ensino de qualidade, com excelente relação custo-benefício.

Iniciação científica
Assuntos atuais
Ensino de qualidade

Conheça os nossos cursos de graduação

Comece agora a mudança do seu futuro.

A FATEJ/FADISA tem limite territorial circunscrito ao município de Santo André, no Estado de São Paulo. Os padrões atuais de desenvolvimento econômico e social reconhecem cada vez mais a base científica e tecnológica de uma região como um fator estratégico. O processo de globalização, por mais paradoxal que pareça, veio reafirmar o papel do poder local, sobretudo quanto à forma de distribuição espacial e organização das cadeias do conhecimento, para alavancar o aprendizado contínuo necessário à inovação e competitividade dos setores produtivos.

Segundo pesquisas realizadas pela Universidade Unicamp em parceria com o Sistema Único de Saúde (SUS), São Paulo é considerada a 7ª cidade mais populosa do planeta, e sua região metropolitana com cerca de 21 milhões de habitantes é a 8ª maior aglomeração urbana do mundo[1].

Potencialmente, há que se destacar a posição estratégica de Santo André na região metropolitana de São Paulo, o maior centro político e econômico do país, que tem se tornado espaço de referência do saber, constituindo-se como um centro de formação superior e desenvolvendo rapidamente setores do comércio e da prestação de serviços, inclusive em relação aos municípios vizinhos.

A escolha da FATEJ/FADISA em instalar um complexo educacional em Santo André, tem relevância tanto nas questões sociais para a região, quanto econômicas.

Santo André foi a cidade do ABC que mais gerou empregos com carteira assinada em 2019. O município foi responsável por 54,4% de todos os postos de trabalho criados no ano passado entre as sete cidades da região. Os dados fazem parte do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia.

As cidades do ABC registraram saldo de 4.803 empregos criados de janeiro a dezembro de 2019. Deste total, 2.613 postos de trabalho foram gerados em Santo André.

Os setores que registraram melhor saldo na cidade – diferença entre contratações e demissões – foram serviços (1.521), construção civil (1.051) e comércio (895).

Uma região com um alto potencial econômico e social que precisa de uma maior atenção por parte das autoridades, em especial as municipais no sentido de promover em definitivo a consolidação do seu desenvolvimento.


[1] Disponível em: https://www.fcm.unicamp.br/acessus/municipios-pesquisados/sao-paulo.